Como as marcas te manipulam.

Avai Corrêa-ArquivoBanner Conteudo - Electra Pub

Eu, você e todos os demais consumidores somos constantemente bombardeados por tentativas de manipulação pelas diversas marcas que nos rodeiam.Sem Título-1

Entre todas elas, certamente algumas funcionam muito bem e conseguem o objetivo de nos fazer comprar algo.

Veja dançarinos famosos fazendo seus movimentos mais difíceis na câmara lenta

Avai Corrêa-ArquivoBanner Conteudo - Electra Pub

PostTV foi nos bastidores do Ballet de Washington para filmar seis bailarinos profissionais e mostrar os mais difíceis movimentos do seu repertório.1fa966120ce5bbb8fcf463c5ea85fcd7

O clipe curto inclui seis movimentos, incluindo a cinco piruetas duplas (fazendo um giro de 720 °, cinco vezes seguidas …) e algo chamado The Butterfly que realmente parece sobre-humano, especialmente como as posições e saltos, permitindo que os telespectadores veja totalmente a cinética de cada movimento no movimento completo, já que ao vivo não seria capaz de ver normalmente.

GoPro no drone e os esportes como você nunca viu

Up To Date or DieBanner Conteudo - Electra Pub

Desde que me entendo por gente, surf pela TV tem sempre a mesma tomada: da praia.

As lentes aumentaram, verdadeiros canhões, é verdade. Mas o enquadramento é o mesmo, com raros inserts captados de dentro da água.image8

Agora dá uma olhada no que acontece quando você coloca uma GoPro em um drone (um quadricóptero operado por controle remoto):

Essa dupla GoPro+drone, viabilizadora dos PVUs (ponto de vista do urubú) é o melhor custo-benefício que já apareceu na história das transmissões esportivas. Com um investimento irrisório se comparado com o equipamento que seria necessário para fazer algo parecido (helicóptero?) há poucos anos, o resultado é simplesmente fantástico. Imagino que as emissoras de TV já devam estar se adaptando a essas novas possibilidades.

Por Wagner Brenner

Como um vídeo de 2008 fez uma música de 1986 do Bon Jovi chegar ao Hot 100 da Billboard em 2013?

Pensar enlouqueceBanner CONTEUDO - Marques

Em 26 de dezembro de 2008, um torcedor do Boston Celtics, chamado Jeremy Fry, ouvia “Livin’ on a Prayer”, hit do Bon Jovi que estava sendo tocado nos alto-falantes durante o intervalo de um jogo da NBA. Quando se viu flagrado pelo telão do ginásio, se empolgou e começou a dançar ao som da música, de um jeito animadamente descoordenado.JeremyBonJovi

Sua performance caiu na rede e virou viral, daqueles que são repassados empolgadamente para os amigos, trazendo a um personagem até então anônimo um reconhecimento inesperado. E assim, Jeremy tornou-se mundialmente conhecido como o fã mais empolgado de Bon Jovi de todos os tempos da última semana. Em maio de 2009, uma entrevista com aquele estudante do ensino médio, residente em New Jersey, foi postada no YouTube.

Os 15 minutos (ou 15 gigabytes) de fama de Jeremy Fry pareciam ter acabado. Afinal de contas, fama virtual é algo que se dissipa tão rapidamente quanto surge, que o digam Guilherme Zaiden, Sônia Iutubiu, Tapa na Pantera, Ruth Lemos do sanduíche-íche, Stefhany Absoluta, Pedro “cadê meu chip” e outros personagens que se popularizaram na rede, mas andam mais sumidos que o Belchior. Porém, contrariando a lógica que costuma reger memes de web, a performance de Jeremy ganhou nova popularidade ainda maior do que há cinco anos, após o vídeo ter sido republicado no YouTube, pelo usuário José Durán, com um título chamativo: “One Man Dances Like Nobody’s Watching While Everyone Is He’ll Crack You Up!” (algo como “Um Homem que Dança como se Ninguém Estivesse Vendo, Embora Todos Estivessem, e Fará Você Morrer de Rir!”). E assim, graças a esta republicação feita em 17 de outubro de 2013, a coreografia desajeitadamente sensacional daquele estudante de New Jersey alcançou um nível inédito de popularidade.

POR ALEXANDRE INAGAKI

 

A abertura de Game of Thrones com as capitais do Nordeste

Up To Date or Die

Banner Conteudo - Radio Electra

Você provavelmente já conhece a icônica abertura do seriado Game of Thrones, que vai situando o espectador naquele mundo de fantasia por meio do mapa dividido em reinos, como se fossem engrenagens de poder. A trilha é bem emocionante e também ajuda a entrar no clima.

E se, ao invés dos reinos, fossem as capitais do Nordeste? Partindo dessa ideia o publicitário Raphael Goettenauer resolveu recriar as capitais da região na mesma linha visual do seriado. E não é que ficou legal?

Gostaria muito de ver uma versão dessa abertura com os bairros de São Paulo. :)

E lembrando que outro artista já tinha feito as capas dos livros da saga no estilo literatura de cordel.

Por Bruno Scartozzonisalvador vila

 

Veja o vídeo da Rússia que fez o mundo chorar

Mega CuriosoBanner-09-Visit-Brasil2

Porque além de desastres de trânsito e bizarrices, o povo russo também mostra que é especialista em exercer a cidadania!

A Rússia é um país muito diversificado, que tem ganhado muita fama na internet devido ao grande número de vídeos filmados dentro de veículos, que retratam principalmente acidentes de trânsito. No entanto, não são apenas imagens bizarras ou acontecimentos tristes que povoam o conteúdo sobre o grande país da vodka.39463004265061

Prova disso é o vídeo que você pode conferir acima, que exibe uma compilação de cenas de incrível bom gosto — enfrentando com muita categoria o material “mais convencional” postado sobre a Rússia. Pessoas ajudando umas às outras em situações cotidianas, motoristas gentilmente parando seus veículos para ajudar pedestres e cidadãos socorrendo idosos caídos no meio da rua.

Além disso, vale lembrar que muitas dessas ações, por mais simples que possam parecer, certamente evitaram acidentes graves, que poderiam terminar em duras tragédias. Quem sabe não vemos mais compilações como essa sobre a Rússia, mostrando que ainda há muita bondade nesse mundo! Vale a pena assistir até mais de uma vez. Parabéns russos!

Por Maurício M. Tadra