Nosotros – a arte e o corpo humano

or Tatiana Potrich 

Abertura: 10 de outubro de 2017 na Potrich Galeria de Arte

A mostra coletiva nosotros - A ARTE E O CORPO HUMANO vêm resgatar a primazia do traço do artista quanto à figura humana. Desde as primeiras aulas de Artes no Ensino Infantil é o corpo humano quem nos instiga a investigar as proporções, o movimento e suas diversas posições. O Homem Vitruviano de Leonardo Da Vinci foi um marco do desenho anatômico, pois seus estudos ultrapassaram o papel e o lápis quando o bisturi também passou a fazer parte de suas técnicas de pesquisa. Observando o corpo e seu interior Da Vinci traçou interpretações lógicas quanto ao movimento, expressões e posições alcançando um profundo conhecimento anatômico, que superava sua arte. O estudo do corpo humano também abrangeu a Psicologia em testes como o do desenho de Goodenough utilizado para avaliar crianças e adolescentes com uma variedade de propósitos psicométricos. Na filosofia iogue, praticada há milênios, o corpo humano possui os sete chakras, que distribuem energia e nutrem os sistemas e órgãos.

15 - Geometria do abandono – Alejandro Zenha 2

A Potrich Galeria de Arte convida para uma imersão ao tema da figura humana. A proposta da mostra é mergulhar nos variados estilos e técnicas de artistas regionais e nacionais numa nova perspectiva visual. Unir o contemporâneo ao naif, o acadêmico ao pop, a fotografia à pintura, o bordado ao high tech, o moderno à instalação, a performance ao clássico.

Simone_Simões_Gavetas da alma I, impressão sobre algodão, canivete e gaveta, 41 x 31 x10cm, 2015

Alejandro Zenha é arquiteto, artista e fotógrafo goiano, atualmente trabalha a fotografia do corpo humano e sua relação com a arquitetura e os espaços. J.Vasconcellos é mineiro radicado há 40 anos na Dinamarca e desenvolveu a técnica com espátula e resina vegetal onde cria e recria retratos, corpos, lendas e mitos. Pitágoras é veterano das artes e das desconstruções pictóricas de loucos mundos e seres.

Rogerio Mesquita intervençao sobre fotografia contaminacion

Siron Franco e Ana Maria Pacheco, contemporâneos e conterrâneos trazem suas figuras humanas para nossas infindas indagações. Antônio Poteiro, morto em 2010, artista português radicado em Goiânia trabalhou arduamente a cultura popular, a religiosidade cristã e os seres humanos. Helena Vasconcelos é mineira radicada em Goiânia e foi conclamada ao título de maior Folclorista do Estado. Guilherme de Faria é paulista e o desenho do corpo nu sempre foi uma constante em suas obras.

Sandro Gomide

Adrianne Gallinari é mineira, vive e trabalha em Buenos Aires se destaca na década de 90, quando se desloca para um desenho com poucas áreas de cor, composto por silhuetas humanas, formas geométricas e palavras, realizado sobre diferentes suportes. Fábio Melo é pernambucano, vive e reside em Goiânia, mas já transitou pelo mundo a fora e com certa bagagem cultural traz para mostra objetos enigmáticos.

Rafael Castanheira

Dayse Pontes também é pernambucana, mora em Recife e tem um trabalho baseado na figura humana, suas distorções e surrealismos. Rogério Mesquita é goiano, artista e fotógrafo, tem um trabalho profissional firmado na moda, mas a fotografia artística é sua grande paixão, atualmente vive e trabalha em NY. Leonam Fleury é goiano, foi diretor do MAC durante anos e tem sua pesquisa pictórica no figurativo. Sandro Gomide é goiano e apesar de ter um trabalho abstrato característico, foi o figurativo que o premiou em vários Salões Nacionais.

mestico_trip_2010_100x180_carvao_betume_oleo_tela_algodao_fernando_ekman

Roos é goiano e reconhecido pela sua série dos palhaços e por ser um exímio desenhista. Max Miranda é goiano e tem formação em jornalismo, mas sua linguagem poética está mesmo nos seus instigantes desenhos. Suzana de Abreu é goiana e sempre trabalhou a cultura popular, atualmente em bordados. Fernando Ekman é paulista e trabalha o figurativo em técnicas como a aquarela, numa escala surpreendente. Rafael Castanheira é jornalista e fotógrafo e tem um olhar sensível aos mistérios da natureza, do ser humano e da morte. Simone Simões é de Londrina, vive e reside em Goiânia e tem a delicadeza e o feminino como marcas registradas.

Performance - Eu e o pé de feijão - Adriano Braga

Alex Flemming é carioca e satiriza a sociedade criando um universo paralelo de cores e bizarrices. O jovem performático goiano Adriano Braga usa o seu corpo para dar sentido à sua obra. Gustavo Rizério é goiano, vive e trabalha em NY e se concentra em experimentações pictóricas se inspirando em grandes nomes da história da arte, como seu xará Gustav Klimt. E por fim, a imagem do convite por Vinícius de Castro, talentoso fotógrafo goiano, que infelizmente sofreu uma morte precoce, deixamos aqui uma homenagem in memoriam a este querido artista e amigo.

Capoeira - Helena Vasconcelos

A seleção dos artistas foi proposital a fim de causar contrastes quanto às divergências de sexo e idade dos artistas, experiência profissional, técnicas, suportes e formatos das obras da mostra. Num mundo tão diversificado e globalizado como o de hoje, unir diferenças e experimentações é o que podemos fazer para tornar mais humana as relações. Seja bem-vindo à Mostra nosotros - A ARTE E O CORPO HUMANO e sinta-se à vontade para ser humano.

ana maria pacheco

SERVIÇO:
Curadoria: Ludmila & Tatiana Potrich
Local: Potrich Galeria de Arte – Rua 52, nº 689 Jardim Goiás.
Data de Abertura: 10 de outubro de 2017.
Horário: 19h às 23h
Exposição: 11 de outubro à 11 de novembro de 2017.
Horário de Funcionamento: Terça à Sexta das 10h às 17.
Aos Sábados das 10h às 14h ou com hora marca

Vinicius de Castro PRIMEIRO ATO - Gustavo Rizerio J.Vasconcellos30x60cm fotografia impressao sobre algodao - Alejandro Zenha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>